terça-feira, 15 de abril de 2008

A DIFERENÇA ENTRE O DIZER E O VIVER

Nem sempre o caminho mais fácil..

Conta-se que certo pastor, ao realizar o sepultamento de um homem muito importante de sua igreja, se viu numa situação inesperada.

Durante seu sermão fúnebre, aquele pastor fez questão de exaltar a valor do falecido como ho­mem, seu exemplo de vida correta, seus esfor­ços envidados para o crescimento da igreja e seu tes­temunho diante da família. Diante da famí­lia?!...

Aí começou o problema!

Ao falar da família, destacou o fato de to­dos ali terem podido, sem dúvida, conviver com um homem preocupado com o bem estar dos seus, sendo um bom pai. Todos percebiam que suas atitudes eram de alguém responsavelmente envol­vido na SALVAÇÃO de sua família através de uma vida coerente e correta. Todos ali, segundo o pastor, eram testemunhas do valor que aquele chefe de família representava para a sua igreja.

A certa altura dos floreios, a viúva, inco­modada com tantos elogios, catucou a filhinha pelas costas e sussurrou nos ouvidos dela: “Querida, vá ao caixão, por favor, e veja se o homem que está lá é realmente o papai?...”

Outro fato inusitado foi o de uma criança que certa vez interrompeu sua mãe em seus afaze­res domésticos para pedir: “Mãe, vamos morar na igreja?” “Não, querida”, respondeu a mãe cari­nhosamente, “nós temos a nossa casa e não preci­samos morar na igreja.” Com o olhar bastante decepcionado a filha insistiu: “Ah, mas eu quero morar na igreja!” Depois de várias explicações, a criança continuava insistindo e a mãe, sem saber o que mais responder perguntou: “Mas, por que você que morar na igreja, filha?” Ela prontamente respondeu sem titubear: “É que na igreja papai é tão diferente, ele é tão legal com as pessoas... eu acho que se a gente for morar na igreja, papai vai ser bem diferente com a gente também!...”

Fiquem estas duas ilustrações para nossa refle­xão. Que seu modo de viver seja coerente com seu modo de falar. Que sua vida na igreja condiga com aquilo que você é em casa e em qualquer outro lugar.

2 comentários:

Luiz disse...

Imagem é tudo, na igreja. Se as pessoas além de parecer, fossem a igreja estaria muito perto do ideal, conforme o txt de ontem. Disco arranhado: não tem que só parecer, tem que ser.

Diogo de Jesus Pereira disse...

É realmente decepcionante esse tipo de atitude que algumas pessoas tem. Elas precisam da fachada, não é mesmo? É como o Luiz está falando. É triste ter que concordar com isso.

Leia as Atualizações no seu Reader

Pra Cumprir Teu Chamado

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails